Foco na notícia

MENU
Logo
Terça, 13 de abril de 2021

Importante

LICITAÇÃO: MPF abre inquérito após Jânio Natal comprar 60 mil litros de gasolina sem licitação

licitaçãoDe acordo com o procurador da República Fernando Zelada, Natal realizou a compra após decretar estado de calamidade pública

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O prefeito de Porto Seguro, Jânio Natal, está na mira do Ministério Público Federal (MPF) após comprar 60 mil litros de gasolina para a gestão, sem licitação.

De acordo com o procurador da República Fernando Zelada, Natal realizou a compra após decretar estado de calamidade pública, em decorrência da crise sanitária causada pelo coronavírus.

A empresa contratada foi a SulBahia Comubustíveis LTDA, que tem Ulaeses Nascimento Alves como sócio administrador, segundo a Junta Comercial da Bahia.

Além da gasolina, a prefeitura comprou 10 mil litros de etanol, 30 mil litros de diesel comum, 30 mil litros de diesel S10, 1.500 litrros de óleo hidraulico, 500 litros de óleo Arla 20 litros e mil litros de óleo 15w40. Tudo isso custou R$ 663 mil aos cofres da cidade.

De acordo com a prefeitura, os combustíveis atenderiam as secretarias de Administração, Serviços Públicos e Obras, Assistência Social, Educação e Saúde.

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível