Foco na notícia

MENU
Logo
Segunda, 18 de janeiro de 2021

Importante

Depois de férias da COVID-19 nas eleições, niveis de transmissão voltam a subir

Depois de divulgarem dados bastante defasados durante o período eleitoral, número de casos de coronavírus aumenta em 71% e mortes em 45%

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Os números de casos de contágio e mortes de coronavírus no Brasil, em geral, são bastante subestimados e não correspondeam a realidade como denunciam pesquisas de institutos de estatíticas de todo o mundo. O eunanews.com.br, durante toda a eleição denunciou a farsa dos números que caíram vertiginosamente sem quaisquer medidas de combate à pandemia durante o período das eleições. Agora, por todo país, verifica-se um aumento significativo de novos casos e óbitos pela COVID-19.

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 676 mortes e 32.262 pessoas infectadas pelo coronavírus. A média móvel de morte está em 557 pessoas por dia, um aumento de 45% comparado há duas semanas. É a maior variação percentual no número de óbito desde 25 de maio e a última vez que a média de mortes ficou acima de 500 pessoas foi em 21 de outubro. Já a médias de casos de contágio, que está em 29.674, teve aumento de 71% em relação ao mesmo período comparado.

Segundo Imperial College de Londres, a taxa de transmissão do coronavírus no Brasil (taxa R) está em 1,1. Isso significa, em teoria, que 100 pessoas infectadas pelo coronavírus transmitem para 110 novas pessoas. Os números oficiais de infectados com COVID-19 no Brasil são de 5.909.002 pessoas e de 166.743 mortos. Porém, os números reais são bem maiores e a desafagem das informações não permitem medir os verdadeiros impactos do coronavírus na sociedade brasileira.

 

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível