Foco na notícia

MENU
Logo
Quinta, 03 de dezembro de 2020

Política

ACM NETO PROVA FORÇA POLÍTICA E SAI NA FRENTE RUMO AO GOVERNO DO ESTADO

Atual prefeito fez sucessor eleito com maior percentual entre as capitais

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

No dia 01 de janeiro de 2021 ACM Neto (DEM) passa o cargo de prefeito de Salvador para Bruno Reis (DEM) candidato eleito apoiado pelo atual gestor. Neto garantiu ser um nome "gabaritado" para pleitear o cargo de governador da Bahia em 2022. O presidente nacional do DEM ressaltou que "a vitória com margem de 500 mil votos", como foi o caso de Bruno Reis, candidato que apoiou nas eleições do último dia 15 de novembro, o deixa "animado", porém ressaltou que o momento não é oportuno para se intitular pretendente.

"Ainda não vou me colocar como candidato. O momento agora é de transição e de apoiar Bruno na nova jornada", disse.

Neto disse estar preparado para o "desapego" do atual cargo, já que no dia 31 de dezembro encerra o segundo mandato como prefeito da capital baiana, nesse período de 8 anos.

"O prefeito vai ser Bruno. É preciso saber desapegar. Encerrar ciclos para mim é uma coisa muito tranquila", relembrou.

Com parcimônia, Neto diz que pretende passar um período de descanso e se dedicar à família, já que vem aí as eleições da escolha de presidente da Câmara e do Senado. O partido presidido por Neto no Brasil, DEM, tem dois representantes das respectivas casas. "Tendo candidato nosso ou se estiver dando apoio para algum nome, estaremos em meio as articulações", afirmou.

Neto pretende visitar diversas cidades do interior baiana, e diz que foi convidado de candidatos do DEM ou aliados que ganharam a eleição, para ser uma espécie de "consultor". As visitas devem servir como estratégia para pôr em prática, no ano de 2021 um trabalho de conquista por votos fora de Salvador, Já que o governador Rui Costa (PT), é bem avaliado..

Em relação a Feira de Santana e Vitória da Conquista, cidades que vão ter eleições no segundo turno, Neto diz que não existe briga "pessoal" com Rui Costa (PT) pelos municípios. Feira e Conquista disputam uma guerra entre os candidatos do MDB, Herzem Gusmão e Colbert Martins Filho, da base do DEM, com os petistas Zé Neto e Zé Raimundo. Uma derrota do PT nestas cidades diminuiriam a força de Rui Costa, o que pode fortalecer a alavancada do DEM, que obteve resultados vitoriosos no interior e a nível nacional nestas eleições.

Neto não quis entrar na polêmica sobre o possível racha na base do governador Rui Costa (PT), após declaração do senador Angelo Coronel (PSD), que disse para o líder petista "baixar a bola". Neto disse não querer ter a mesma postura ao relembrar o fato, no ano de 2018, quando afirmou ter sido "escrachado" por não ter disputado o governo do estado e continuado como prefeito da capital baiana.

"Somos adversários mas não é por isso que vou sair fazendo o mesmo que fizeram comigo naquele ano, com previsões, inclusive de um fim político mas . Bruno ter sido eleito e as vitórias que tivemos no interior de quem apoiamos é a maior prova de estarmos firmes. 2022 é uma nova configuração", finalizou.

 

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível