Brasil

Celular ‘some’ durante palestra de Lula em universidade paulista

Por: Redação |

Um celular Motorola One Vision “sumiu” durante a “aula magna” do ex-presidente Lula na Universidade de Campinas. Segundo a mestre de cerimônias do evento, o aparelho pertence a uma estudante de pedagogia.

“Se alguém achou esse celular, traz aqui para a gente”, pediu a mestre de cerimônias, na quinta-feira 5. “A gente sabe que é muito difícil para o estudante.” Na loja, um Motorola One Vision custa quase R$ 4 mil.

Em 2017, Lula minimizou o roubo de celulares e atribuiu a incidência de homicídios em Pernambuco à pobreza: “É uma coisa que está intimamente ligada. Ou seja, o cidadão teve acesso a um bem material, a uma casinha, a um emprego, e de repente o cara perde tudo. Então, vira uma indústria de roubar celular. Para que ele rouba celular? Para vender, para ganhar um dinheirinho. Eu penso que essa violência que está em Pernambuco é causada pela desesperança.”

Professores repudiam palestra de Lula
O Conselho do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp aprovou ontem uma moção de repúdio contra a presença de Lula na universidade. Segundo a Unicamp, a iniciativa não tem o respaldo da reitoria. O evento foi organizado por estudantes.

Em nota, os docentes de medicina ressaltaram o caráter político do evento e cobram que o mesmo convite seja estabelecido aos demais candidatos à Presidência da República. “Cabe ainda alertar sobre o considerável risco de confronto entre seus apoiadores e militantes de outros espectros políticos, podendo ocasionar vítimas de traumatismos, sobrecarregando a já lotada universidade de emergência do HC/Unicamp”, informou o texto.

Delta

Veja outras matérias